Campanha Com Saúde e Alegria Sem Corona encerra 2021 com mais de 28 mil famílias beneficiadas em dez territórios 

Ações reúnem apoio ao Sistema Único de Saúde com doações de equipamentos e itens de proteção contra a covid-19 e suporte direto às populações em situação de vulnerabilidade através de cestas de alimentação e kits de higiene e proteção;

A Campanha #ComSaúdeeAlegriaSemCorona lançada em 2020 para apoiar o Baixo Amazonas no combate ao coronavírus, fecha o balanço anual atingindo a marca de 17.551 cestas de alimentação distribuídas em centenas de comunidades através dos parceiros e 10.599 kits de higiene e proteção familiar a 202 comunidades do Arapiuns, Flona do Tapajós, Lago Grande e Arapixuna, Tapajós, Eixo Forte, Várzea, Mundurukus e PAE Montanha e Mangabal.

As doações das quase 300 toneladas de kits de higiene e proteção e cestas básicas chegaram de barco, caminhão, lancha, carro e ônibus às famílias carentes de treze municípios através de inúmeros parceiros: STTR-Stm, SAPOPEMA, Colônia de Pescadores Z-20, Conselho Indigena Tapajós Arapiuns – CITA, DSEI Itaituba, Rotary Pérola do Tapajós, Rotary Vitória Régia, Rotary Aldeia, FAMCOS, Conselho de Desenvolvimento Comunitário de Alter do Chão, CRAS/Semsa, ATUFA, Arquidiocese de Santarém, ADEFIS, Horta Comunitária de Alter do Chão, Trabalhadores dos Botos de Alter do Chão, Casa Rural Familiar de Santarém, Casa Familiar Rural do Lago Grande, Casa Familiar Rural de Belterra, FEAGLE, Acadêmicos Indígenas da UFOPA, AMABELA/Belterra, Centro de Artesanato Cristo Rei, Movimento Tapajós Vivo, Bloco dos Heróis, Projeto Unidas, COOMFLONA, APAE, APRUSAN, ASSIC, Agentes Comunitários de Saúde do Eixo Forte, Clube de Jovens do Caranazal, Associação Folclórica Tribo Munduruku, Fundação PARAPAZ e Secretarias de Assistência Social de Santarém e Mojuí dos Campos.

Para a assistente social do PSA, Ananda Pacheco, apesar da alimentação ser um direito social básico apontado pela Constituição Federal, na prática, muitas famílias têm enfrentado dificuldade para manter a alimentação diária. “O papel do Terceiro Setor é este, não é substituir as ações governamentais, mas criar medidas que possam complementar o que o Poder Público já faz, priorizando principalmente atuar em locais de difícil acesso pela esfera pública. E é isso que o Saúde e Alegria por meio da Campanha #ComSaudeeAlegriaSemCorona tem feito ao levar cesta de alimentação aos ribeirinhos, aos indígenas e as pessoas que moram dentro de assentamentos agroextrativistas. O PSA, enquanto entidade do Terceiro Setor durante este ano, teve papel fundamental para o enfrentamento da vulnerabilidade social dessas famílias” – relata.

No apoio ao SUS, a campanha chegou aos territórios indígenas, quilombolas, de pescadores, ribeirinhos e assentados dos municípios de Santarém, Itaituba, Belterra, Mojuí dos Campos, Curuá, Alenquer, Óbidos, Oriximiná, Monte Alegre, Aveiro, Juruti com entregas de máscaras cirúrgicas para profissionais de saúde, kits de higiene/limpeza e EPIs para UBSs (Unidade Básica de Saúde), máscaras de suporte a respiração (Full Face) para unidades hospitalares, concentradores de oxigênio, cilindros de oxigênio, termômetros, oxímetros, colchões para macas hospitalares, unidades de Propé, cartilhas e cartazes educativos, programas educativos de rádio, apoio as rodadas de atendimento do Barco-Hospital Abaré, Apoio ao LabMol da UFOPA e URBA na produção de testes de Covid-19. Veja algumas das principais ações abaixo:

Hospitais equipados

Itens entregues à Sespa para distribuição nos municípios do Oeste do Pará.

Em março deste ano, a Campanha doou concentradores de oxigênio, oxímetros, álcool em gel e EPIs para Hospitais do Oeste do Pará. Na ação foram entregues onze concentradores de oxigênio, vinte termômetros infravermelho, dez oxímetros, dez colchões Salutem móveis, dez sapatilhas propé, 4.500 máscaras de TNT, 1.000 frascos de álcool em gel, 322 kits de EPI’s ( contendo 20 aventais, 50 pares de luvas de procedimento, 100 unidades de toucas descartáveis, 100 unidades de máscara tripla descartável e máscaras N95). O município de Belterra recebeu apoio para o atendimento de pacientes com nebulizadores e otoscópios.

Profissionais protegidos

Entrega realizada ao Hospital Regional do Baixo Amazonas.

Em agosto, cinco mil máscaras N-95 foram entregues para profissionais do Hospital Regional, Sespa e Labimol, destinadas aos hospitais de Santarém, Alenquer, Almerim, Aveiro, Belterra, Curuá, Faro, Itaituba, Juruti, Jacareacanga, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Novo Progresso, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Placas, Rurópolis, Terra Santa e Trairão.

Abaré I e II equipados

Para fortalecer as ações da Rede Integrada de Desenvolvimento Humano RIDH/Ufopa e Semsa, o PSA doou medicamentos e insumos à Ufopa para Abaré I, com mais de 88 mil itens.

Para o Barco Hospital Abaré II, foram doados os seguintes equipamentos: cadeira para coleta de sangue, braçadeira para injeção, esfigmomanômetro adulto, infantil e obeso, estetoscópios, lanternas, laringoscópios, nebulizadores, oftalmoscópio, oxímetros, reanimadores, termômetros, destiladores, agitadores, centrífuga, estufa de esterilização e banho maria digital.

Laboratório de análises clínicas para os Mundurukus

Movido a energia solar, lab possibilitará acesso a exames laboratoriais na própria aldeia. Foto: Jussara Salgado/PSA.

No Alto Tapajós, foi instalado um laboratório para atender povos indígenas mundurukus promovendo atendimento laboratorial e farmacêutico para que os indígenas não precisem se deslocar às cidades, se expondo ao risco de contaminação da covid-19. No Polo da Unidade Básica de Saúde Indígena Karapanatuba (Caroçal do Rio das tropas, Katô, Sai Cinza) o lab atende gestantes, idosos, hipertensos, diabéticos, pacientes com doenças endêmicas e em situação de urgências e emergências com através dos métodos laboratoriais adequados à realidade local. Ele foi instalado estrategicamente em ponto distante para dar suporte aos pacientes indígenas de áreas mais isoladas, visando contemplar emergencialmente o atendimento à pandemia junto aos povos Munduruku, assim como alavancar de forma mais permanente a qualidade da atenção primária a estas populações, realizada pelas equipes multidisciplinares do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI).

Consulta médica por videochamada

TELEMEDICINA: com a viabilização da energia fotovoltaica na UBS da comunidade de São Pedro, no rio Arapiuns, além da câmara fria para vacinas, serviços de telemedicina estão sendo implementados em caráter piloto através do Projeto Saude e Alegria, Secretaria de Saude de Santarém/PA e parceiros afins. Foto: arquivo PSA.

Em julho, uma grande novidade animou os moradores da Resex Tapajós Arapiuns. Um projeto de telemedicina realizou as primeiras consultas em comunidades polos do Tapajós/Arapiuns. Os atendimentos são fruto do da parceria entre o Saúde e Alegria, Projeto Fazer o Bem Faz Bem, ClubSaúde e Semsa de Santarém onde são realizados atendimentos por videoconferência para moradores das comunidades.

Aulas seguras

Na área da educomunicação, o Saúde e Alegria e Unicef promoveram ação em Gurupá para preparar abertura segura das escolas para crianças e adolescentes. A equipe do PSA desembarcou no município de Gurupá, nordeste do estado do Pará, na Ilha de Marajó com ações da Campanha Com Saúde e Alegria Sem Corona com foco na proteção de crianças e adolescentes contra covid-19. Foram entregues para a Secretaria Municipal de Educação de Gurupá, EPIs para os profissionais de educação, máscaras, totens de álcool em gel, sabão para lavagem das mãos e materiais de limpeza para as escolas, kits específicos contendo máscaras e cartilhas educativas sobre seu uso, absorventes e cartilhas de orientação à saúde e a higiene menstrual.

Polícia segura

A campanha também chegou à Unidade de Polícia Pacificadora de Alter do Chão e moradores que receberam apoio da campanha ‘Com Saúde e Alegria Sem Corona’ para enfrentamento à covid-19, com distribuição de kits de higiene e proteção.

Imprensa protegida

Saúde e Alegria entrega kits ao Sinjor

Em abril, Jornalistas santarenos ganharam kits de proteção da campanha #ComSaudeAlegriaSemCorona com doação de cento e noventa e sete kits à Diretoria Regional do Tapajós do Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (DRTAp-Sinjor).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Projeto Saúde & Alegria
Rolar para cima