Eu sou Saúde e Alegria

“PSA abre perspectivas aos jovens e deixa formação nas comunidades” – Raquel Kumaruara

Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça. É através do audiovisual que comunidades da Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, em Santarém, oeste paraense, ganham as telas pelo mundo. Uma das responsáveis por contar as histórias das populações da floresta hoje cursa uma área fora do nicho da comunicação, mas nunca deixou de lado as produções comunitárias.

“Me considero fruto do trabalho do Saúde e Alegria” – Maickson Serrão 

Das cinzas de uma tragédia na comunidade Tucumatuba, na Resex Tapajós-Arapiuns, surgiu uma oportunidade que norteou a trajetória de um profissional que hoje fala sobre a Amazônia para o mundo. Maickson Serrão é um entre tantos outros jovens que tiveram as vidas transformadas através das ações do Projeto Saúde e Alegria. 

“PSA fez parte da minha vida e ajudou na minha formação” – Dailon Alves

Formar novos cidadãos através da educação. Esse tem sido o papel de Dailon Alves na Aldeia Solimões, na Reserva Tapajós-Arapiuns, em Santarém, ao ministrar aulas na escola Nossa Senhora das Graças. O desejo de contribuir com o futuro das crianças ribeirinhas e indígenas foi a maneira encontrada para retribuir aquilo que as comunidades lhe deram ao longo da vida.

“O PSA ajudou no fortalecimento do artesanato e das mulheres” – Rosângela Castro Tapajós 

Olhar para a floresta e tirar dela o sustento mas agredi-la. O conceito parece ser difícil de ser colocado em prática, mas em comunidades da Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, mulheres se uniram para fortalecer a cultura e a renda de suas famílias aliadas à preservação da natureza. São elas as responsáveis por transformar fibras vegetais em peças que já ganharam o mundo e encantam pelas características únicas.

“A gente deixa os resultados para as comunidades” – Márcio Cunha

A formação profissional passa por várias fases, mas ela é apenas o pontapé para tantas outras experiências na jornada no mercado de trabalho. Em 1995, após se formar na Escola Técnica de Castanhal, um jovem de Monte Alegre nem imaginava que poderia impactar comunidades no Baixo Amazonas com a experiência adquirida na sala de aula …

“A gente deixa os resultados para as comunidades” – Márcio Cunha Leia mais »

“PSA leva expectativa de vida para essas comunidades” – João Carlos Dombroski

O sim ao convite de dois irmãos e uma história de quatro décadas na Amazônia. Um jovem que teve origem no cultivo da terra no sul do Brasil já ajudou a transformar a realidade de famílias no interior da floresta no Pará, levando o básico às famílias: água potável e saneamento básico. João Carlos Dombroski é uma das muitas mãos do Projeto Saúde e Alegria que mobilizam e contribuem no desenvolvimento sustentável das populações no interior da Amazônia.

“PSA gera apoio, renda, bem estar e qualidade de vida às comunidades” – Ari Batista 

Ajudar a cultivar e fazer a terra dar bons frutos. Um trabalho diário com comunidades da Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns tem mudado a realidade de muitas famílias, que encontraram no desenvolvimento sustentável e aproveitamento econômico de produtos extrativistas o fomento à renda e a subsistência.

Projeto Saúde & Alegria
Rolar para cima