Eu sou Saúde e Alegria

“A gente deixa os resultados para as comunidades” – Márcio Cunha

A formação profissional passa por várias fases, mas ela é apenas o pontapé para tantas outras experiências na jornada no mercado de trabalho. Em 1995, após se formar na Escola Técnica de Castanhal, um jovem de Monte Alegre nem imaginava que poderia impactar comunidades no Baixo Amazonas com a experiência adquirida na sala de aula …

“A gente deixa os resultados para as comunidades” – Márcio Cunha Leia mais »

“PSA leva expectativa de vida para essas comunidades” – João Carlos Dombroski

O sim ao convite de dois irmãos e uma história de quatro décadas na Amazônia. Um jovem que teve origem no cultivo da terra no sul do Brasil já ajudou a transformar a realidade de famílias no interior da floresta no Pará, levando o básico às famílias: água potável e saneamento básico. João Carlos Dombroski é uma das muitas mãos do Projeto Saúde e Alegria que mobilizam e contribuem no desenvolvimento sustentável das populações no interior da Amazônia.

“PSA gera apoio, renda, bem estar e qualidade de vida às comunidades” – Ari Batista 

Ajudar a cultivar e fazer a terra dar bons frutos. Um trabalho diário com comunidades da Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns tem mudado a realidade de muitas famílias, que encontraram no desenvolvimento sustentável e aproveitamento econômico de produtos extrativistas o fomento à renda e a subsistência.

“Faço parte de um grupo que melhora a vida de populações” – Adriana Pontes 

Impactar positivamente vidas de comunidades distantes dos grandes centros talvez não fosse o primeiro pensamento para uma acadêmica de contabilidade de Santarém há alguns anos. Mas o tempo e o engajamento social traçaram um caminho que hoje transforma o dia a dia de populações tradicionais às margens de rios e estradas nas zonas rurais de quatro cidades do oeste do Pará. 

“Em mais de 30 anos, o PSA formou gerações de lideranças que entendem que têm direitos” – Fábio Pena

Uma das principais lembranças que Fábio Pena tem da sua juventude na comunidade Carariacá, na região do Arapixuna, parte do Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Lago Grande, é de escutar rádio com seu avô, Raimundo Pena. Importante liderança local, Raimundo “praticamente obrigava” o neto a prestar atenção nas notícias políticas do programa A Voz do …

“Em mais de 30 anos, o PSA formou gerações de lideranças que entendem que têm direitos” – Fábio Pena Leia mais »

“Os projetos que funcionam aqui são os que são pensados junto com as comunidades” – Walter Kumaruara 

Enquanto Walter Kumaruara filmava uma ação do movimento indígena do Baixo Tapajós em frente ao Ministério do Meio Ambiente, em abril de 2021, o então ministro da pasta, Ricardo Salles, divulgava imagens suas e de seus companheiros chamando-os de “tribo do Iphone”. A manifestação fazia parte do Acampamento Terra Livre que denunciava o desmonte dos …

“Os projetos que funcionam aqui são os que são pensados junto com as comunidades” – Walter Kumaruara  Leia mais »

“Muita gente desejava trabalhar no PSA, e eu também” – Livaldo Sarmento

O som que estava preso na garganta de Livaldo Sarmento, de repente, ecoou. Sua voz foi ficando mais alta e ele foi arranhando o violão mais forte enquanto cantava a música que compôs para o programa Floresta Ativa, do Projeto Saúde e Alegria (PSA), em 2014. Foi seu primeiro ano trabalhando para a organização. “Sei …

“Muita gente desejava trabalhar no PSA, e eu também” – Livaldo Sarmento Leia mais »

“Sempre sonhei em trabalhar levando saneamento básico para as comunidades” – Silvanei Rodrigues

Carregar água do rio em baldes e carotes era tarefa diária de Silvanei Rodrigues Correia e seus cinco irmãos, na comunidade ribeirinha Bom Futuro, localizada na margem direita do Rio Arapiuns, hoje Projeto de Assentamento Agroextrativista Lago Grande (PAE Lago Grande). Faltou água, tinha que buscar. Essa era a rotina de praticamente todas as famílias …

“Sempre sonhei em trabalhar levando saneamento básico para as comunidades” – Silvanei Rodrigues Leia mais »

“O trabalho do PSA me empoderou a lutar pelo meu território” – Luiz Henrique Lopes Ferreira

Delícias Tapajônicas é o nome da start up fundada pelo jovem Luiz Henrique Lopes Ferreira em 2019. Henrique, como é conhecido, acabara de entrar na casa dos 20 anos quando teve a ideia de fazer doces, compotas e licores aproveitando as frutas que caíam das árvores nos quintais das famílias da comunidade Carão, localizada na …

“O trabalho do PSA me empoderou a lutar pelo meu território” – Luiz Henrique Lopes Ferreira Leia mais »

Projeto Saúde & Alegria
Rolar para cima