Água e Saneamento

Projetos e parcerias

Para implementação das ações do programa de Água e Saneamento, o Projeto Saúde e (PSA) Alegria conta com diversas parcerias.
Desde 2015, a entidade recebe apoio da Fundação Avina, que, por meio de três diferentes projetos, contribuiu para a implantação de sete sistemas comunitários de abastecimento de água em nove comunidades e aldeias, atendendo a mais de 500 famílias (2.500 pessoas).

No âmbito do Programa Floresta Ativa Tapajós, financiado com recursos do Fundo Amazônia/BNDES, estão previstos mais cinco sistemas comunitários de abastecimento de água, com execução prevista para 2020.

Aliança Água + Acesso

O PSA participa desde 2017 da Aliança Água + Acesso , iniciativa de impacto coletivo empreendida por uma aliança inédita formada por empresas, institutos e organizações da sociedade civil que atuam e cooperam para ampliar o acesso à água segura e de forma sustentável em áreas e comunidades rurais de todo o Brasil.

Juntas, as organizações de diferentes setores da Aliança Água + Acesso atuam com projetos e iniciativas integradas em três grandes frentes:

  • Infraestrutura para acesso e tratamento – construção, melhoria, ampliação e/ou revitalização de sistemas de abastecimento e redes de distribuição, e identificação de soluções inovadoras apropriadas.
  • Modelos de gestão comunitária da água – modelos autossustentáveis nos quais os próprios moradores se organizam para garantir a operação, a gestão e a manutenção dos sistemas em suas comunidades.
  • Integração e fortalecimento do ecossistema – promoção de eventos, estudos, ações de comunicação, intercâmbios e articulação de atores públicos e privados para fortalecer o tema e setor.

Formada inicialmente por nove organizações com atuação em três estados brasileiros, a Aliança conta atualmente com 15 organizações em oito estados, que cooperam em um modelo de governança participativa, contribuindo para impactar cerca de 77 mil pessoas em mais de 200 comunidades. Por meio dela, o PSA contribuiu na ampliação, reforma e melhoria de sistemas comunitários de abastecimento de água existentes, assim como na implantação de novos sistemas – com particular ênfase na introdução do uso de energia solar para o bombeamento de água –, beneficiando mais de 1.700 famílias e 9 mil pessoas em 33 comunidades.

Programa Cisternas – Ministério da Cidadania

Em dezembro de 2017, o PSA assinou um Termo de Colaboração com o então Ministério do Desenvolvimento Social (atual Ministério da Cidadania), no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e outras Tecnologias Sociais (Programa Cisternas), que prevê o atendimento de 1.184 famílias nos municípios de Santarém, Belterra e Itaituba, com a implantação de tecnologias sociais de acesso à água e ao saneamento, no valor de mais de R$ 16 milhões. O programa, previsto para até junho de 2020, é executado em parceria com outras organizações locais.

As tecnologias sociais implementadas contemplam diferentes modelos, adaptados a situações específicas, mas em geral são compostas por uma instalação residencial, com um sanitário completo de privada, pia e chuveiro, fossa e um sistema de captação de água de chuva do telhado (reservatório de mil litros). A instalação residencial é conectada a uma rede de distribuição com poço, reservatório elevado e sistema de filtragem.

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima