“Estão passando fome. Isso aqui é um socorro” – diz assistente social sobre doação de cestas de alimentação da campanha

Em nova ação, a campanha #ComSaudeeAlegriaSemCorona doou 342 cestas nesta quinta-feira (19/08);

O Projeto Saúde e Alegria (PSA) através de seus parceiros e apoiadores, realizou mais uma entrega da campanha Com Saúde e Alegria Sem Corona, desta vez direcionada ao Projeto Unidas, Rotary Clube Pérola do Tapajós e Departamento de Mulheres Indígenas – CITA, com entrega de 200 cestas básicas + 200 frascos de álcool em gel, 117 e 25 cestas de alimentação, respectivamente.

O objetivo da ação é apoiar as instituições que têm mapeadas famílias em maior situação de vulnerabilidade social no município e que realizam trabalhos voltados à garantia de direitos ao público carente.  “É muito bom sentir que durante a pandemia estamos sendo esperança na vida de milhares de pessoas. O PSA juntamente com algumas entidades fazem uma força tarefa para mapear e atender os mais necessitados. E essa parceria fortalece tanto as instituições como as famílias beneficiadas. A pandemia ainda não acabou e por isso muitos pais e mães de família ainda não estão trabalhando”, comenta a assistente administrativa do PSA, Raíssa Lira.

Integrantes do Projeto Unidas e do Projeto Saúde e Alegria durante doação.

O Projeto Unidas – uma iniciativa itinerante que promove atendimentos para áreas de rios, várzea, planalto, quilombos e terras indígenas, foi um dos beneficiários da ação. Os integrantes distribuirão as cestas nas comunidades Aracura, São Ciríaco e São Miguel no Rio Arapiuns. Para a assistente social e coordenadora do projeto, Diane Castro, esta parceria é fundamental para garantir um apoio emergencial às famílias afetadas pela pandemia: “Essa doação é muito importante. Não é uma cesta básica. É devolver a dignidade da pessoa humana. Muitas pessoas perderam emprego, estão doentes, não têm como sobreviver. Elas estão passando fome, e não tem o que comer. Isso aqui é um socorro. Quando a gente leva a cesta, o pessoal se emociona, chora. As crianças seguram as cestas, começam a gritar que tem comida. E quando vem o feijão todo mundo fica muito feliz. Quem tem fome tem pressa” – disse.

O Rotary Club Tapajós, que desenvolve serviços humanitários na região, vai distribuir cestas para 117 famílias  de Jauarituba, Jatequara e Santo Amaro Resex Tapajós-Arapiuns. “A gente veio pedir essa ajuda novamente porque a gente vai fazer uma grande ação em setembro que envolve ações de saúde, atendimentos médicos e doações de cestas básicas, itens de higiene. Para a gente é muito importante ter conseguido essa parceria porque a gente vai atender essas famílias. Ter essa doação vai engrandecer a ação e tornar um pouco mais leve a vida dessas pessoas” – ressaltou a Secretária do Rotary Clube Pérola Tapajós, Evelyn Bernardo.

A ação também beneficiou o Departamento de Mulheres do Conselho Indígena Tapajós Arapiuns (CITA) que atua na defesa dos direitos indígenas, para fortalecer as ações da entidade na busca a proteção aos povos da floresta:“É de suma importância para as 44 mulheres que vão representando o Baixo Tapajós nessa delegação. A gente agradece pelo apoio” – explicou a secretária do Cita, Marcele Munduruku.

Cestas básicas vão contribuir com a proteção alimentar de indígenas atendidos pelo CITA.

Segundo o representante da Fundação Nacional do Índio (Funai) na região, Geraldo Dias, a pandemia acentuou as dificuldades para muitas famílias indígenas e o momento necessita de solidariedade: “A gente ainda vive em um período de pandemia, e todo esforço de construir parcerias que melhorem a qualidade de vida da população indígena do Baixo Tapajós é de suma importância. A ideia de criar uma rede de solidariedade numa região como a nossa é necessária”.

As doações foram realizadas por meio da parceria com o Itaú Social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima