ECONOMIA DA FLORESTA

Energias Renováveis

A falta de energia elétrica ainda é uma realidade em muitas comunidades da região do oeste do Pará e, além de prejudicar a qualidade de vida das populações ribeirinhas, representa um entrave a seu desenvolvimento socioeconômico. Por isso, o Projeto Saúde e Alegria (PSA) atua também na eletrificação rural, como parte do programa Floresta Ativa de fomento à Economia da Floresta.

Por meio de parcerias com entidades privadas e órgãos públicos, o PSA experimenta soluções de eletrificação adaptadas à realidade das comunidades amazônicas não integradas à rede elétrica: implantação de sistemas fotovoltaicos projetados sob medida, acompanhada de capacitação de moradores para o uso adequado e a devida manutenção desses sistemas. Com isso, os geradores a diesel – poluentes, dispendiosos, pouco eficientes e de baixa confiabilidade – vêm sendo substituídos por sistemas que utilizam a luz do sol para acender lâmpadas, bombear água, refrigerar alimentos, ligar televisores e rádios, e conectar as comunidades à internet.

Sistemas Implantados

Comunidade do Carão – Resex Tapajós-Arapuins

Instalamos energia solar fotovoltaica em:

Residências de 4 comunidades isoladas
0
Sistemas de abastecimento de água
0
Comunidades atendidas
0
Escolas
0
Postos de saúde
0
Telecentros de inclusão digital
0
Pousadas comunitárias
0
Telecentros comunitários com Kit de energia solar para acesso à internet WiFi
0
Lanternas solares portáteis distribuídas no Rio Arapiuns
0
Sistemas de bombeamento híbrido (solar-diesel) de água
+ 0
Sistema no CEFA
0

Futuras instalações na vila indígena de Arapiranga, que vão beneficiar

0 famílias

Dados até agosto de 2019

ECONOMIA DA FLORESTA

Unidades Socioprodutivas

Mulheres Empreendedoras da Floresta

Agroecologia e Reposição Florestal

Cadeias da Sociobiodiversidade

Turismo de Base Comunitária e Artesanato

Energias Renováveis

Incubadora de Negócios Socioambientais

Últimas Notícias

Economia da Floresta
Economia da Floresta

Turismo Comunitário: curso em boas práticas de manipulação de alimentos capacita moradores da aldeia Vista Alegre do Capixauã 

Comunitários que atuam com receptivo no Turismo de Base participam de formação que habilita para manipulação adequada de alimentos; No período de 20 a 24 de maio, vinte pessoas participam do curso de boas práticas de manipulação de Alimentos na própria comunidade promovido pelo Projeto Saúde e Alegria em parceria com o Serviço Nacional de

Leia mais →
Economia da Floresta

Lançamento de projetos aprovados em projeto de fortalecimento de empreendimentos da sociobiodiversidade no Baixo Tapajós

Evento será realizado na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém no próximo dia 23 de maio; Organizações receberão apoios de R$ 70 mil  Projetos de Cooperativas e Associações de base comunitária, serão fortalecidos, empoderados e potencializados! Seis empreendimentos que trabalham com negócios da Sociobiodiversidade foram selecionados no Edital da Chamada Pública

Leia mais →
Economia da Floresta

Mediadores de Inclusão Digital são capacitados para atuar em comunidades tradicionais  de Santarém e Belterra

Primeira edição do curso promovido pelo Projeto Saúde e Alegria (PSA), reuniu mais de trinta moradores de aldeias indígenas, comunidades ribeirinhas e quilombolas  Com objetivo de capacitar jovens e líderes comunitários em inclusão digital, trinta e oito pessoas participaram do curso que ampliou conhecimentos sobre o uso consciente e educativo da tecnologia para promover a

Leia mais →
Economia da Floresta

Escola Floresta Ativa vai promover capacitações para fortalecer economia sustentável no Tapajós

Com ênfase no fortalecimento de cadeias produtivas da sociobiodiversidade, Escola da Floresta Ativa, beneficiará diretamente na primeira fase quase quinhentas pessoas da Resex Tapajós-Arapiuns, Flona Tapajós e PAE Lago Grande No meio da floresta, uma Escola adaptada às realidades das comunidades e aldeias, capacita para fortalecer as demandas locais. Mulheres, homens e jovens são formados

Leia mais →
Economia da Floresta

Primeiro óleo processado na usina extratora do Ecocentro marca capacitação de extrativistas do Oeste do Pará

Colaboradores da Acosper e técnicos do Projeto Saúde e Alegria participaram de nova formação para operação de equipamentos industriais usados no processamento de óleos em Santarém A extração do primeiro óleo de andiroba e manteiga de cupuaçu emocionou os extrativistas de comunidades manejadoras do Oeste do Estado do Pará. Com a operação da usina extratora

Leia mais →
Rolar para cima