Água na várzea: tecnologias sociais são entregues em Correio do Tapará, na Amazônia

Os beneficiados pelo Programa Cisterna em Correio do Tapará comemoraram o fim das construções dos sistemas de captação de água e banheiros. Oficialmente as famílias receberam as tecnologias em uma cerimônia nesta quinta (21) na comunidade

Foi um dia de muita alegria para as famílias de Correio do Tapará, localizada na região do Baixo Amazonas, em Santarém. Sem alternativa, os moradores dessa região eram obrigados a usar agua impropria ao consumo e usar sanitários precários. Para uma das contempladas pelo programa, receber o sistema marca uma nova fase de vida: “Eu adorei muito, porque a dificuldade da nossa região era muito grande. A gente usava agua barrenta” – relembra.

Na cerimônia de entrega os beneficiados assinaram o termo de recebimento e assumiram o compromisso de cuidar dos sistemas, a partir das técnicas recebidas durante as oficinas para realizar a manutenção das tecnologias. Além dos sistemas domiciliares de captação e reserva de água eles também receberam oficialmente a entrega de banheiros.

Nesta comunidade, foram oito meses de expectativa. As famílias selecionadas pelo programa participaram de etapas de mobilização, seleção, cadastramento, capacitação sobre o uso adequado da tecnologia

e sobre a gestão da água armazenada e construção dos componentes físicos associados à tecnologia.

O programa foi desenvolvido através da chamada pública do governo federal por meio do Ministério do Desenvolvimento Social do Programa Nacional ‘Cisterna’ de apoio a captação de água da chuva e outras tecnologias sociais de aceso a água.

Em Santarém é coordenado pelo Projeto Saúde e Alegria e executado pela Sapopema “São parcerias que somam esforços para melhorar a qualidade de vida das famílias nas comunidades”- ressaltou o coordenador da Sapopema, José Antônio Bentes.

Para o coordenador do Programa de Saneamento Comunitário do Projeto Saúde e Alegria Carlos Dombroski as unidades entregues suprem uma necessidade antiga: “É de extrema importância porque são comunidades isoladas, principalmente na várzea. A gente sabe do liquido que essas famílias consomem. Mediante essa implantação estamos levando uma água pura para essas famílias” – explica.

 

O Programa Cisterna

Em maio de 2018 foi feita a assinatura do programa que faz parte da chamada publica do governo federal por meio do Ministério do Desenvolvimento Social do Programa Nacional ‘Cisterna’ de apoio a capacitação de água da chuva e outras tecnologias sociais de aceso à água.

O objetivo do Cisterna é realizar ações de captação de água e promover saneamento, uma vez que os moradores dessas áreas contempladas, não tem nenhum sistema de abastecimento. Em Santarém o programa é coordenado pelo Projeto Saúde e Alegria e executado pelas Organizações Não Governamentais Sapopema, Asproc e Somec em diferentes regiões.

São parceiros: Colônia de Pescadores Z-20, Conselhos Regionais de Pesca da Região, Associações Comunitárias das Comunidades Beneficiárias e Prefeitura Municipal de Santarém (SEMAP).

1 comentário em “Água na várzea: tecnologias sociais são entregues em Correio do Tapará, na Amazônia”

  1. É um orgulho ser filho desse lugar, aproveito a oportunidade para parabenizar todas as familias dessa querida comunidade pelas lutas e pelas vitorias conquistadas, vamos continuar trabalhando para que mais melhorias cheguem na comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima