Economia da floresta: artesanato de palha de tucumã do Arapiuns compõe presente corporativo da Natura

Mais de trinta artesãos das comunidades Urucureá e Aparecida se envolveram na produção entregue em 45 dias à Natura;

O artesanato da floresta chegou às mãos de centenas de parceiros da Natura pelo mundo. A empresa que anualmente presenteia colaboradores e parceiros com kits surpresa, desta vez, investiu na compra de artesanatos produzidos a partir da palha de tucumã dos associados da Cooperativa de Turismo e Artesanato da Floresta – TURIARTE para cobrir/fechar a caixa do presente corporativo.

As peças exclusivas, criadas para embalar os cosméticos, foram confeccionadas por mais de trinta moradores das comunidades Urucureá e Aparecida, região do Rio Arapiuns. No mutirão, foram feitas 1.500 luvas (caixas para sabonetes) em um mês e meio. A renda obtida pela venda foi dividida entre as artesãs que se dedicaram à atividade extrativista.

Artesã há mais de trinta anos, Ivaneide de Oliveira de Urucureá, contou que a atividade contribuiu para a renda da comunidade e fortaleceu o propósito da geração de renda sustentável. “Foi uma experiência nova que a gente desenvolveu, com um produto criativo. Foi uma expectativa muito boa pra gente como artesãs. Foram aprendizados novos pra todas as cooperadas e a gente ficou muito satisfeito com essa produção pra Natura” – disse.

Criada em 2015, a Turiarte é formada por moradores de sete comunidades do Rio Arapiuns que em meados dos anos 90 com o apoio do PSA iniciou o resgate da produção artesanal de cestaria em palha de tucumã como fonte de renda complementar.

A Cooperativa busca fomentar a produção e comercialização de artefatos artesanais da floresta, que agreguem matéria-prima extraída de forma sustentável, conhecimento tradicional, identidade cultural, habilidade manual e criatividade.

Sabonetes Natura embalados com artesanato de palha de tucumã. Fotos: Cateano Scannavino.

Em 2021 as produções nas comunidades seguem a todo vapor, explicou a coordenadora de produção da Turiarte, Rosangela Castro: “No final de ano tivemos bastante produção, e agora recebemos encomendas. Começando bem. Essa parceria com a Natura foi muito importante para as cooperativas e ajudou muito os moradores”.

Para o coordenador do Projeto Saúde e Alegria, Caetano Scannavino, a articulação das moradoras tem contribuído para a geração de renda com a manutenção da floresta em pé. “Negociando sem atravessadores, entregando no prazo e com o devido controle de qualidade” as mulheres cooperadas têm impulsionado o mercado sustentável e cada vez mais ganhado espaço.

4 comentários em “Economia da floresta: artesanato de palha de tucumã do Arapiuns compõe presente corporativo da Natura”

  1. Parabéns por estas mulheres que conseguem desenvolver sua cultura de dentro de sua própria cultura, sem ser preciso desmatar a floresta para sobreviver, e, de forma inteligente fortaleceram numa cooperativa. Parabéns também por aqueles que estiveram de frente no incentivo e no processo da criação dessa cooperativa, pois se sabe que de maneira individual seria impossível negociar com empresas. 👏👏👏👏

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima