Poder feminino na Agroecologia é tema de palestra no seminário de lideranças na Resex

Evento realizado no Centro Experimental Floresta Ativa no período de 8 a 11 de Julho tem vasta programação e inclui mesas, oficinas e palestras.

A agricultura sustentável é a chave para a economia da floresta e alternativa viável para o meio ambiente. Cada vez mais necessárias, as práticas de agricultura que incorporam as questões sociais, políticas, culturais, energéticas, ambientais e éticas são temas de encontros promovidos pelo PSA.

No período de 8 a 11 de Julho, o Cefa, localizado na comunidade Carão na Reserva Extrativista Tapajós Arapiuns foi palco do Seminário de lideranças e Agroecologia. O evento reúne 150 lideranças de territórios Amazônicos, que representam a Flona, Assentamento Lago Grande, Eixo Forte, Resex, Belterra, Mojuí dos Campos, Oriximiná e Óbidos.

O objetivo do seminário é discutir com as lideranças o fortalecimento das organizações representativas, melhorar a gestão dos territórios e potencializar a produção agroextrativista, orgânica e da sociobiodiversidade. “Encontrão de lideranças em parceria com o Conselho Nacional de Seringueiros, se articulando como coletivo em defesa dos povos agroextrativistas das Resex, Flonas e Assentamentos da Amazônia” – disse o coordenador do PSA – Caetano Scanavinno sobre o evento.

A intenção é que durante o encontro de quatro dias, os participantes dialoguem sobre as necessidades de cada região, compreendam a conjuntura nacional da agricultura familiar e do extrativismo, e apontem as melhores estratégias para enfrentamento do cenário a fim de garantir políticas públicas para as populações tradicionais contou o técnico do PSA, Livaldo Sarmento.

No primeiro dia do evento foram realizadas mesas de debate com os temas: Fortalecimento da organização comunitária para resistência e defesa dos territórios tradicionais (Flona, Resex, RDS, PAE), Organização da produção Sustentável, Mudanças climáticas e os territórios tradicionais, Estratégia de organização do CNS que queremos para defesa e fortalecimento dos territórios.

O seminário contou ainda com a palestra: o poder feminino na Agroecologia realizado pela AMABELA, Associação de Mulheres de STM, Casa Familiar Rural de Santarém e Ufopa. Oficinas paralelas possibilitaram conhecimento prático sobre a produção alternativa de mudas, Manejo do mel, Biojóias, plantas medicinais,  tinta de terra/bioconstrução, feminismo e Biofertilizante

Além da apresentação das ações de agroecologia do PSA, a última mesa do evento reforça o papel das instituições no fortalecimento da Agroecologia e produtos da sociobiodiversidade.

O evento é uma realização do Saúde e Alegria e Conselho Nacional das Populações Extrativistas, apoio da Fundação Kas e Regnskogfondet e parceria do Memorial Chico Mendes, STTR STM, Tapajoara, ICMbio e Federação Flona Tapajós.

Fotos: Elis Lucien e Steve McQueen /PSA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site! Rolar para cima