Projeto piloto de telemedicina será implantado em pólos do Tapajós/Arapiuns

Atendimentos serão feitos através de link gerado para consultas conforme informações sobre estado de saúde dos pacientes. ACS serão a ponte entre ribeirinhos e médicos;

Uma parceria entre o Saúde e Alegria, Projeto Fazer o Bem Faz Bem, ClubSaúde e Semsa de Santarem vai testar um projeto de atendimento médico por videoconferência às comunidades Reserva Extrativista Tapajós/Arapiuns com acesso à internet. A iniciativa tem por objetivo levar acesso à saúde para a população das comunidades ribeirinhas, através da telemedicina, com capacitação dos profissionais e estruturação com equipamentos tecnológicos, diminuindo o tempo de espera de consultas, possibilitando o acesso rápido às diversas especialidades de saúde.

1ª Reunião de alinhamento presencial do PSA e ClubSáude. (Adriana, Valter, Paulo, Marcela e Livaldo).

“Estamos em acordo com muitos parceiros, estudando como viabilizar o projeto de Telemedicina, com todo cuidado e acompanhamento técnico necessário.  É um sonho antigo do PSA e agora encontramos condições para enfrentar mais essa inovação” – contou Paulo Lima, da coordenação do PSA.

“É de grande importância esse projeto de telemedicina para Santarém, devido acesso e dificuldade de médicos nas comunidades. Esperamos que as outras comunidades de saúdes sejam contempladas no futuro” – comentou a técnica da região de Rios da Semsa, Eulália Ramos.

Reunião de lideranças da Comunidade de São Pedro;

A experiência piloto será realizada por três meses em dois pólos: São Pedro e Parauá os quais receberão moradores das comunidades: São Pedro, Braço Grande, Piquiá, Curi, Engenio, Câmara, Pascoal, São José II, Novo Horizonte, Cutilé, São João, Atrocal, Mucureru, São Francisco, Bom Futuro, São José I, Nova Vista, Parauá, Brinco das moças, Jwipixuna, Limãotuba, Pajurá, Enseada do Amorim, São Caetano, Boa Sorte, Paricatuba, Maratuba, Suruacá e Vila de Amorim. “É mais uma soma à Secretaria de Saúde. O fluxo de atendimentos será feito através do agendamento dos ACS no aplicativo junto ao time do ClubSaúde e o usuário vai comparecer no horário marcado na UBS” – destacou o técnico PSA, Valter Oliveira.

Os médicos vão consultar pacientes, orientar sobre os cuidados à distância e avaliar se o deslocamento para a cidade é necessário. O projeto espera garantir que os ribeirinhos, fiquem em isolamento em suas comunidades. O agendamento das consultas será feito pelos Agentes Comunitários de Saúde, o usuário comparecerá no horário marcado para o teleatendimento na UBS.

Serão atendidos pacientes com os seguintes quadros clínicos:

  • COVID-19 e Síndromes gripais: Infectologista
  • Acidentes ofídicos: contactar Inst. Butantan
  • Gestação de Risco e Cuidados Pré-Natais: Obstetrícia
  • Cuidados com doentes crônicos – Diabetes: Endocrinologia
  • Cuidados com doentes crônicos – Hipertensão: Cardiologia
  • Protocolo de cuidados com Diabetes
  • Protocolo de cuidados com Hipertensão
  • Monitorização das gestantes de risco4

Para o médico da Comunidade São Pedro, Dr Victor, o projeto suprirá uma necessidade urgente nas comunidades amazônicas: “A telemedicina será uma grande ajuda para a Comunidade pois nem todos os dias eu estou na comunidade, além do ponto de trazerem capacitação para os profissionais de saúde, conhecimento é sempre bem vindo.”

1 comentário em “Projeto piloto de telemedicina será implantado em pólos do Tapajós/Arapiuns”

  1. Oi, muito legal esse projeto,vcs estão de parabéns!!eu tenho muito interesse em participar desse projeto.Minha filha de 16 anos tá fazendo uma semana hoje que teve muita dor de cabeça e convulsões dormindo ,estamos tao assustados com isso!não sabemos o que ela.teve,nao dormi mais tranquila.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima