Saúde e Alegria doa câmara germinadora ao Laboratório de Sementes da Ufopa

Equipamento entregue pelo Programa Floresta Ativa Tapajós do Projeto Saúde e Alegria com recursos do Fundo Amazonia/BNDES, moderniza o laboratório e contribui para as atividades de germinação nele realizadas

Também conhecida como estufa incubadora, a câmara de germinação realizará testes de longa duração em diferentes aplicações, como no crescimento de plantas, armazenamento de reagentes, análise de culturas biológicas e outras verificações laboratoriais. A Câmara Germinadora é um equipamento fundamental nos laboratórios de sementes por proporcionar um ambiente que simula tanto a luz do dia quanto da noite, propiciando um ambiente ideal para a germinação.

Em Santarém, o Laboratório de Sementes Florestais-LASF/UFOPA exerce a função de sustentar a rede de sementes florestais e mudas para criar um movimento de trabalho e fortalecimento do manejo florestal não madeireiro. Esse trabalho necessita de materiais e utensílios de ponta para oferecer informações para a população sobre qualidade química, clínica e bioquímica das sementes, além de melhorar a qualidade da pesquisa, ensino e extensão.

Em 2021, o Floresta Ativa doou ao Laboratório: autoclave vertical analógica, balança centesimal, balança determinadora/medidor de umidade, balança suspensa digital, centrífuga digital, controlador digital, controlador digital de temperatura, destilador de água, estufa de esterilização e secagem, litros CS80/336, paquímetro analógico, paquímetro digital e moinho de facas. Fotos: Michael Bonfim.

Pensando na continuidade do trabalho da Universidade e na melhor estruturação, o Saúde e Alegria através do Programa Floresta Ativa Tapajós com recursos do Fundo Amazônia/BNDES doou o equipamento para modernizar o laboratório e contribuir para as atividades nele realizadas, investindo mais de R$ 11.000,00, somados a R$ 115.000,00 aplicados na compra de equipamentos doados em 2021. “Com a câmara vai ter mais pesquisa e isso é de grande valia para o território. Ganha a pesquisa, a extensão, a população que trabalha diretamente com a floresta em pé e vamos fortalecendo e estruturando essa rede” – contou o engenheiro florestal do PSA, Steve Mcqueen.

Equipado, o Laboratório está em processo de credenciamento junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para que as sementes tenham comprovação de origem e estejam aptas à comercialização pelas populações tradicionais.

Engenheiro Florestal do PSA, Steve Mcqueen e o Professor de engenharia Florestal do Instituto e Biodiversidade e Floresta da Ufopa, Everton de Almeida. Foto: Ana Daiane/PSA.

Uma das preocupações do PSA é a geração de renda para moradores da floresta por meio de atividades sustentáveis como a cadeia de sementes. Com a comprovação da origem desses produtos, será possível realizar cadastro para emissão de laudos de origem das sementes para geração de renda para comunidades tradicionais. O Laboratório realiza coletas de sementes seguindo um cronograma para espécies do verão e inverno e promove capacitações para os coletores (moradores de áreas da coleta) para que saibam como realizar as coletas.

O Saúde e Alegria e a Universidade Federal do Oeste do Pará assinaram em janeiro de 2020 um termo de parceria, cooperação técnica e doação para o Laboratório de Sementes Florestais-LASF/UFOPA.

“Com muita alegria a gente recebe esse equipamento que é responsável pela germinação. Como a gente precisa de um grande número de repetições para experimentação, a gente precisa de equipamentos que possam comportar esses experimentos. Agora através desse projeto em parceria com o projeto Saúde e Alegria a gente consegue dar um passo a mais na melhoria das condições do laboratório para a análise de sementes” – esclareceu o professor de engenharia Florestal Instituto e Biodiversidade e Floresta da Ufopa, Dr. Everton de Almeida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria
Rolar para cima