Festival Teia Cabocla reúne iniciativas juvenis econômicas e educativas no PA

Desenvolvidos por jovens das regiões da Flona e Resex em Santarém, projetos socioeducativos e econômicos ganham notoriedade durante o festival que avalia e possibilita compartilhamento de experiências

De um lado projetos de empreendedorismo que despertam o jovem para possibilidade de negócios promissores dentro da própria comunidade da floresta. Do outro, iniciativas sociais e educativas que transformam a realidade da região. O Beiradão de Oportunidades e a Teia Cabocla, respectivamente, oportunizam aos público juvenil uma ponte entre o sonho e a realidade, contou o coordenador de educomunicação do PSA, Fábio Pena: “a gente acredita muito no potencial dos jovens para mudar a realidade que eles vivem. O que o Saúde e Alegria faz é criar processos de aprendizagem para criar pontes”.

A falta de informações e dificuldade de comunicação na comunidade Carão, localizada na Resex Tapajós Arapiuns foram sinais para Luíza Lopes. A jovem idealizou a Rádio Mosquito para solucionar o problema na região: “As notícias chegavam sempre atrasadas e as vezes nem chegavam. A rádio poste veio pra dar essa ajuda pra gente na comunicação da nossa região e melhorar o protagonismo juvenil” – explica.

Na aldeia Camará, um negócio promissor tem atraído compradores: Arnaí Artesanatos indígenas é um empreendimento idealizado pelo jovem Yan Tavares que fabrica peças de madeira, trançados de fibra e sementes. O negócio reúne outros jovens indígenas da aldeia que estão super requisitados:  “Pra mim é muito gratificante voltar ao PSA e contar a experiência que a gente está tendo, a ideia de negócio que está dando certo. Nós estamos com muitas encomendas e entregas” – comemora.

O encontro que reuniu 40 jovens de comunidades da RESEX Tapajós/Arapiuns e Floresta Nacional do Tapajós – FLONA objetiva formar lideranças jovens de comunidades ribeirinhas para o engajamento social, o conhecimento de políticas públicas e o protagonismo juvenil através de debates, reflexões e a elaboração/planejamento participativo de ações socioeducativas e de geração de renda para nas comunidades visando apoiar a garantia dos direitos fundamentais de crianças, adolescentes e jovens da Amazônia.

Em junho de 2018 o Festival Teia Cabocla de Iniciativas Juvenis foi realizado com jovens das comunidades que apresentaram suas propostas de ação para serem realizadas com o apoio do Saúde e Alegria.  No total, 10 pequenos projetos/ iniciativas juvenis foram aprovados. Ao mesmo tempo, uma turma de 30 jovens se formou no programa de empreendedorismo juvenil, resultando em cinco propostas de startups para também receberem apoio do projeto para o seu desenvolvimento.

Após um ano, a proposta do novo evento Festival Teia Cabocla 2019, é realizar uma avaliação participativa desse processo, compartilhando desafios e resultados alcançados com estas experiências e traçando planos de continuidade. O projeto é realizado com apoio da Fundação Konrad Adenauer e Cáritas Suiça.

Projetos socioeducativos

Suruacá – Horta Vertical na Escola: educação ambiental

São Pedro: Plantando para o futuro: ECA na comunidade

Vila Amorim: Avançando com tecnologia – capacitação em ID

Carão: Rádio Mosquito: do campo para ser ouvido

Anã: Conexão cipó: jornal escolar

Aldeia Muratuba: Juventude e educação ambiental

Urucureá: Areia branca (festival cultural)

Aldeia Solimões: Cine Comunitário

Aldeia São Francisco: Juventude e luta ambiental

Pedra Branca: Promovendo saúde e educação pela dança

Projetos socioeconômicos

Arnaí – artesanato indígena;

Hortago: horta orgânica;

Escola Mani: escola da mandioca;

Velomaq: máquina de colher mandioca;

Caipiró: galinhas e ovos caipira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site! Rolar para cima