Projeto Saúde e Alegria realiza ação contra a covid-19 em Alter do Chão

Realizada em 20/06, a ação, fruto de diversas parcerias, incluiu entrega de 170 kits de higiene e alimentação para famílias indígenas e de catraieiros em situação de vulnerabilidade; 1 kit com 106 itens para a Unidade Básica de Saúde; 1kit com 83 itens de materiais de higienização e 21 kits de proteção para agentes da base integrada da polícia; entrega de 10 mil máscaras cirúrgicas produzidas pelas costureiras da Vila para proteção dos profissionais de saúde de Santarém;

A Campanha Com Saúde e Alegria Sem Corona esteve no Distrito de Alter do Chão, Santarém – PA, no último dia 20/06, para a realização de atividades no combate à Covid-19. A Vila, de pouco mais de 7 mil habitantes, um cartão postal da região balneária de Santarém por suas belezas naturais, está com altos índices de infectados e sofrendo grandes impactos na economia, que gira em torno do turismo.

Segundo Irlane Figueira, da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), em entrevista ao Programa Alô Comunidade, até 18 de junho em Alter do Chão foram confirmadas 70 pessoas com a doença, 225 notificadas, das quais 137 receberam alta, e 3 óbitos registrados. “Já realizamos testagem rápida em 50 pessoas nesses últimos dois meses: para 14 o resultado foi negativo e 36, positivo. Isso dá uma infectividade de mais de 70%” – explicou.

Kits da ação organizados na Escola Borari, em Alter do Chão.

Para evitar que a situação fique ainda pior, a ação do Projeto Saúde e Alegria (PSA) priorizou tanto as famílias em situação de maior dificuldade, como as Unidades que prestam atendimento.

“Uma das prioridades foi a Unidade Básica de Saúde da Vila, fundamental para os moradores e um ponto de primeiro atendimento de muitos comunitários das localidades do Tapajós. Compreendendo as dificuldades, ainda mais nesses tempos de pandemia, estamos ajudando com kits de higiene, proteção, pulverizador costal para desinfecção e EPIs pra essa turma heroica de profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à Covid-19. Em breve, esperamos dar mais um reforço com a doação também de medicamentos e insumos de saúde nessa soma de esforços do Projeto Saúde e Alegria com a Prefeitura de Santarém” – explicou o coordenador do PSA, Caetano Scannavino.

Lista de componentes dos kits entregues em Alter do Chão.

A base das Polícias Civil e Militar também recebeu materiais para manter a limpeza e desinfecção do espaço de segurança pública, além de 21 kits de higiene para os agentes públicos. O delegado de Polícia Civil, Alexandro Napoleão ressaltou a importância desta ação: “Em nome da Unidade Integrada de Polícia de Alter do Chão, quero agradecer pela iniciativa da Organização em realizar a distribuição desses kits para os comunitários e aos policiais que tem trabalhado diariamente na linha de frente. Agradeço em nome dos policiais civis e militares que aqui trabalham pela iniciativa”.

Representante da base das Polícias Civil e Militar recebendo os itens para proteção dos agentes de segurança pública.

Para alimentação e proteção dos indígenas e catraieiros da Vila, bastante afetados pela paralisação do setor turístico, foram entregues 170 kits de alimentação e de higiene, metade de cada, através do Conselho indígena Tapajós Arapiuns (CITA). “Foram famílias identificadas pelos próprios agentes comunitários e lideranças que não recebem bolsa família, não conseguiram benefício, em situação de fragilidade social” – comentou o médico e fundador do Saúde e Alegria, Eugênio Scannavino.

Representantes do CITA e Saúde e Alegria durante entrega dos kits na Escola Borari, Alter do Chão.

Além das distribuições, foi dia de entrega de mais de dez mil máscaras cirúrgicas confeccionadas pela rede de costureiras solidárias organizada pelo Clube de Mães e pelo Conselho Comunitário de Alter do Chão, parceiras desde o início do Projeto Saúde e Alegria. Desde abril, elas vêm produzindo cerca de 5 mil unidades por semana para proteção dos profissionais de saúde da SEMSA. A Prefeitura entra com os tecidos e o PSA com o apoio aos serviços das costureiras: “A principal fonte de renda de Alter do Chão é o turismo. Infelizmente com essa pandemia não é possível desenvolver nenhuma atividade nesse sentido. Então, a maioria das famílias está sem nenhuma fonte de renda e precisando ficar em casa. A iniciativa vem gerar um pouco de renda para algumas dessas famílias” – explicou Socorro Mota do Clube de Mães.

Assinatura de convênio com a Rede de Costureiras do Clube de Mães de Alter do Chão para produção de máscaras (20/04)

Segundo o assessor distrital e presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Alter do Chão, Kleber Costa, o ato contribui consideravelmente para a população que reside na comunidade: “É uma ação importante no momento dessa pandemia. Todos precisamos de mais solidariedade, unidade, de ajuda mútua. O Saúde e Alegria vem nos honrando com mais esta ação, ajuda humanitária. A gente só tem a agradecer aos parceiros e ao Projeto Saúde e Alegria”.

Eugenio Scannavino reforça a importância das parcerias: “O momento exige a  cooperação de todos. Essa ação só foi possível a partir da soma de esforços com o CITA, o Clube de Mães e o Conselho Comunitário de Alter do Chão. Fica também nossa gratidão à Administração local por nos ajudar a organizar todas essas entregas. A gente sabe que é preciso muito mais e espera repetir iniciativas como essa de sexta-feira”.

Abaixo Canto “Ixé indé yandé pá” na benção de Enilda Santos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site! Rolar para cima