Sintropia na Resex possibilita reflorestamento e recuperação de igarapé

Conceitos da agricultura sintrópica de Emst Gotsch estão contribuindo para a reposição florestal, manejo de espécies frutíferas e realização de um desejo antigo dos comunitários;

“É um sonho nosso né e eu espero que a gente realize esse sonho de ver essa nascente como era antes. Vai ser uma alegria pra gente” – conta esperançoso o morador da comunidade Laurimar Lopes sobre a expectativa de conseguir recuperar o Igarapé do Carão através do plantio de mudas aos arredores do manancial usando a técnica da sintropia. Várias atividades estão sendo realizadas no espaço que sofreu assoreamento e hoje recebe atenção especial dos moradores que anseiam ver o local ‘reviver’.

Plantio no Igarapé do Carão. Foto: Warley Barbosa.

 

A ação faz parte de uma estratégia do Programa Floresta Ativa do Projeto Saúde e Alegria que objetiva reflorestar até dez hectares na Resex através de atitudes práticas que reúnem conhecimento científico dos especialistas e tradicional dos comunitários para recuperar áreas devastadas por queimadas.

“Existem diversos caminhos que levam a uma restauração florestal. Nós estamos optando por trabalhar a parte dos sistemas agroflorestais usando uma técnica denominada sintropia, desenvolvida pelo Ernst Götsch que é um suíço que mora há 40 anos no Brasil no Estado da Bahia… aqui iniciamos um plantio com espécies que estão nos arredores como açaí com a técnica do ninho, com capim em volta. Nós pretendemos transformar esse plantio numa floresta de alimentos” – explicou o engenheiro florestal Steve Macqueen.

Através de um o intercâmbio na fazenda de Gotsch no período de 30 de setembro à 07 de outubro, Macqueen teve acesso à conhecimentos práticos para multiplicar na região Amazônica. Em continuidade as ações, o Centro Experimental Floresta Ativa sediou atividades de monitoramento e reflexão sobre as ações desenvolvidas com sintropia no período de 15 a 18 de novembro.

Mas afinal, o que é sintropia?

Também conhecida como agricultura sintrópica, o método aproveita as lições da natureza para cultivos sadios e produtivos. O suíço Ernst Götsch é o criador desse sistema que reúne na mesma área, produção de hortaliças, frutas e madeira. A técnica também recupera áreas degradas e protege o meio ambiente. A sintropia é o contrário de entropia (termo associado a desorganização, degradação de sistemas, a perdas de energia) e propõe reordenar, restaurar o ambiente natural.

Viveiro do Cefa. Foto: Warley Barbosa

1 comentário em “Sintropia na Resex possibilita reflorestamento e recuperação de igarapé”

  1. Pingback: Turismo comunitário possibilita reflorestamento e recuperação de igarapé durante Expedição Amazônia - Projeto Saúde Alegria | Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima