Criação de minhocas é opção de renda para moradores da Resex

Curso de compostagem para minhocultura mostrou aos comunitários que a atividade onde se utilizam minhocas para conversão e transformação de resíduos orgânicos em húmus pode contribuir para a economia da região

Rara em Santarém, a oferta de minhocas para a venda pode mudar o rumo da economia de muitos moradores da Reserva Extrativista Tapajós Arapiuns. Extremamente importante para o solo, o húmus (matéria orgânica depositada pelas minhocas) é um excelente adubo na produção e qualidade dos vegetais.

No período de 20 a 22 de maio os estudantes de gestão ambiental da Ufopa e integrantes da ESAM Jr promoveram curso de Compostagem e Minhocultura no Centro Experimental Floresta Ativa – CEFA. A atividade reuniu moradores das comunidades da Resex e possibilitou teoria e prática.

Durante o curso, os participantes produziram uma composteira de pequeno porte em um balde e outra em uma área externa coberta em um metro quadrado. “Mostramos como separar resíduo, o que pode e o que não pode, qual a melhor forma de colocar, escolhemos a matéria orgânica, e o esterco para o cultivo da minhoca” – explicou a diretora da ESAM Júnior Taiany Liborio.

A ideia é disseminar a sustentabilidade promovendo a o aproveitamento de do material orgânico que eles geram e renda. O mercado consumidor de minhocas é grande porém em Santarém não existem fornecedores, destacou o integrante da empresa Luiz Felipe Magalhães:

“Muitos agricultores compram essas minhocas californianas para acertar seu processo produtivo na agricultura em grande escala e pequena escala. Aqui na região é muito raro encontrar. A gente conseguiu contato em Goiânia e em São Paulo mas foi muito difícil efetuar essa compra. Eles criando esse cultivo eles podem ganhar renda porque como a demanda é grande e não há um mercado regional vai ser muito benéfico pra eles”.

O processo de Vermicompostagem é baseado no preparo do solo fértil com ingredientes para que as plantas e os frutos se reproduzam. Uma das técnicas possíveis, utiliza três baldes com cortes ao fundo para que minhoca transforme desperdícios orgânicos em composto de alta qualidade em pouco tempo e sem grandes exigências de espaço, tempo ou equipamento.

A atividade realizada com o apoio do Projeto Saúde e Alegria conta com a parceria do Fundo Amazônia/BNDES.

Fotos: Arquivo ESAM Jr.

1 comentário em “Criação de minhocas é opção de renda para moradores da Resex”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima