Curso de Combate a Incêndios Florestais formará duas novas brigadas

Formação será realizada pelo Corpo de Bombeiros no período de 04 a 08 de novembro no Centro Experimental Floresta Ativa;

Além da brigada de Alter que conta com a participação voluntária independente de 21 brigadistas, moradores da Resex formarão duas novas equipes de combates a incêndios. Intenção é capacitar os voluntários para a prevenção de queimadas e intervenção imediata até a chegada da equipe dos militares. “Se a gente tiver pessoas já capacitadas na comunidade que possam fazer esse primeiro combate é de grande valia. Então o corpo de bombeiros trabalha com formação de pessoas, ele repassa o conhecimento teórico e prático” – explicou Júlio César Galúcio – Cabo do Corpo de Bombeiros do 4°GBM.

Arquivo PSA.

Para a formação, foram mobilizadas 11 comunidades do entorno do CEFA (Carão, Solimões, Vista Alegre do Capixauã, Pedra Branca, Anumã, Santi, Curipatá, Maripá, Aldeia Aminã, Nova Sociedade e Arapiranga) e as Aldeias que compõem a TI Maró (Novo Lugar, São josé lll e Cachoeira). Os participantes foram selecionados devido a identificação de zonas de maior incidência de focos e necessidade de atendimento imediato em casos urgentes, conforme relatório relatório do INPE, contou o Coordenador da Brigada de Alter, João Romano: “Esse momento é o primeiro movimento da formação das brigadas entorno do CEFA, uma área que tem um histórico muito grande de queima. Então pretendemos atuar com prevenção em qualquer emergência e a terra indígena do Maró que fica numa área bem remota, cercada por glebas”.

Uma reunião de planejamento foi realizada na manhã desta terça-feira (29/10) na sede do Projeto Saúde e Alegria para organizar a logística da formação. O Coordenador do programa Floresta Ativa – Paulo Bonassa explicou que o encontro também dá continuidade ao trabalho de elaboração do Plano territorial: “Essa reunião faz parte das discussões com os parceiros para formação do plano territorial de prevenção e combate à queimada e incêndios florestais, porque o plano engloba também a área urbana e comunidades rurais”.

BRIGADA DE ALTER

A Brigada de Alter surgiu depois após contato com os bombeiros sobre curso de primeiros socorros que aconteceu no primeiro semestre de 2017. Logo após a capacitação, um incêndio grande aconteceu depois que alguém ateou fogo numa casa na árvore, no alto da Serra do Carauari, em Alter do Chão. A partir daí, o movimento nunca mais parou e só cresceu.

A casa foi completamente destruída e as madeiras que caíram começaram um incêndio de grandes proporções. Por falta de experiência de quem detectou o incêndio, ele se espalhou, ajudado pelo vento e pela especificidade do solo da serra: terra preta, cheia de oxigênio e matéria orgânica. O incêndio era subterrâneo, muito difícil e pesado para controlar, porque era preciso fazer um acero profundo, que é chamado de trincheira. Fazer isso no meio da floresta e em um terreno íngreme não foi nada fácil. Foram vários dias de combate com a ajuda de dezenas de voluntários que se revezavam sob a liderança dos Bombeiros. Depois de 4 dias de muito trabalho a equipe conseguiu acabar com o incêndio e surgiu o convite para criar o grupo de brigadistas.

No dia 30 de outubro de 2018, a Brigada foi lançada à comunidade em um evento no salão comunitário com a presença das entidades representativas da Vila, Bombeiros e Secretaria de Meio Ambiente de Belterra. Para saber mais sobre a Brigada, como atua e de que maneira ajudar, acesse: http://brigadadealter.ga/

Fotos: Brigada de Alter/ Eugenio Scannavino

Plano Territorial de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais é articulado em reunião com órgãos em Santarém

3 comentários em “Curso de Combate a Incêndios Florestais formará duas novas brigadas”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima