Hospitais de Óbidos, Curuá, Rurópolis e Placas recebem kits com concentradores de oxigênio 

Dez kits completos de concentradores foram entregues ao secretário regional de governo, Henderson Pinto nesta terça-feira (16);

Na soma de esforços entre o Projeto Saúde e Alegria e Expedicionários da Saúde com apoiadores, foram entregues em mais uma ação da campanha #ComSaudeeAlegriaSemCorona dez kits de concentradores de oxigênio para o Governo do Estado do Pará, que beneficiarão os municípios de Óbidos, Curuá, Rurópolis e Placas.

“Estamos encaminhando para os municípios com maior carência que tem condições de operar, para dar esse suporte nesse momento. Em nome do Governo do Pará queremos agradecer o Projeto Saúde e Alegria e os Expedicionários da Saúde que ajudam nessas missões” – ressaltou o Secretário Regional de Governo, Henderson Pinto.

Cada kit é composto por um concentrador O2, dez cateteres O2 adultos, um copo umidificador, uma extensão de cateter 7m, três máscaras adulto de média concentração, um auto-transformador 110/220v 750va, um adaptador de tomada, dez pendrives com vídeos de treinamento e uma extensão elétrica 5m tripolar de três tomadas.

Os kits representam uma ferramenta auxiliar na oxigenoterapia, tratamento cuja função é fornecer a oxigênio complementar para que o paciente mantenha a saturação da substância acima de 90%. Em meio ao colapso no sistema de saúde com alto índice de transmissão, falta de leitos, número crescente de pacientes à espera de UTIs, e aumento do número de mortes por covid-19 (572 óbitos em Santarém até 15/02), a ação visa apoiar o Sistema Único de Saúde no Baixo Amazonas. Para o médico sanitarista e fundador do Projeto Saúde e Alegria, Eugênio Scannavino, o momento é ainda mais delicado: “É uma situação muito grave e a gente tem que tentar ajudar”.

A doação atende ao levantamento de demandas junto aos órgãos de saúde e organizações comunitárias. “A campanha vem no sentido de ajudar os municípios com cilindros de oxigênio, concentradores de O2 e miniusinas. Nós fizemos mapeamento com a Secretaria de Saúde do Estado e dos municípios de todas as necessidades mais urgentes nos vinte municípios, incluindo Santarém. Estamos buscando apoio junto aos parceiros para que eles possam ajudar em mais este momento de crise” – ressaltou Scannavino.

As doações articuladas em parceria com os Expedicionários da Saúde contemplaram os quatro municípios atendendo a uma necessidade urgente de oxigênio. Segundo a Coordenadora Geral EDS, Marcia Abdala, os profissionais de saúde das cidades contempladas estão recebendo suporte para manusear os equipamentos. A coordenação da ONG ressaltou outros apoios com a tecnologia de suporte à saúde: “No ano de 2020 a EDS apresentou um modelo alternativo de Enfermaria de Campanha baseado na oxigenioterapia, cujos resultados dos 935 concentradores de oxigênio enviados se mostraram eficazes para o atendimento de pacientes em regiões isoladas da Amazônia. Já em 2021, enviamos novos 375 concentradores para o Norte, dos quais, 20 foram destinados aos hospitais públicos de pequenos municípios ao longo dos rios Tapajós e Arapiuns, com o apoio de importantes parceiros como o PSA e a Organização Tapajoara” – concluiu Abdala.

Veja vídeo dos Expedicionários da Saúde com orientações sobre uso dos concentradores abaixo:

 

Nessa etapa, estão sendo fabricadas máscaras N95 para profissionais de saúde, serão entregues kits de EPIS com toucas, aventais descartáveis, máscaras e kits de proteção familiar com sabão de coco, álcool, água sanitária, máscaras e pano de chão para famílias da área rural e urbana. Na parceria com o Centro de Referência de Assistência Social, foram entregues  cestas de alimentação para as famílias mais vulneráveis.

Para fortalecer os atendimentos em Saúde nas regiões ribeirinhas, o Barco Hospital Abaré I está sendo equipado para operar na região do Tapajós em nova rodada dia 21 de fevereiro e o Barco Hospital II segue em reforma para que possa atender as comunidades do Rio Arapiuns em março. Com objetivo de melhorar o atendimento básico em saúde nessas comunidades, trinta Unidades Básicas de Saúde ribeirinhas receberão materiais complementares.

As medidas de apoio ao sistema público e de suporte direto às comunidades são fruto de inúmeras parcerias para tentar minimizar os impactos da pandemia na região, ressaltou Scannavino. “Juntando o máximo de esforços possível para tentar ajudar. A gente está junto com as autoridades públicas, parceiros, sindicatos, organizações indígenas, ONGs de saúde. Essa situação não vai acabar tão cedo. Só quando todo mundo for vacinado e isso vai demorar acontecer. E só depois de dez dias da segunda dose da vacina. O vírus estará correndo ainda” – alerta.

#ComSaudeeAlegriaSemCorona em números

Entrega de 60 máscaras face shields para profissionais do Hospital Regional do Baixo Amazonas nesta quarta-feira (17);

Nas medidas de apoio ao sistema público, a campanha distribuiu 75.400 máscaras cirúrgicas, 10.115 máscaras face shield, 342 equipamentos de apoio à respiração, 2.000 testes de covid-19, 50 kits de medicamentos e insumos de saúde. Nas medidas de suporte direto às comunidades, foram entregues 18.528 kits familiares de higiene e proteção, 5.443 kits familiares de ajuda alimentar, 1.000 kits de apoio aos mundurukus, concluídos 5 meses de campanhas educativas, 4 rodadas de atendimento do barco-hospital Abaré realizadas com apoio do PSA; e 18.000 cartilhas e cartazes educativos entregues, beneficiando diretamente 52.000 pessoas.

Saiba mais aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima