Startups do Beiradão de Oportunidades iniciam incubação

Seis negócios selecionados no Programa de Empreendedorismo em 2019, começaram em novembro fase de capacitação para uso do recurso para modelagem do empreendimento;

No período de 25 a 28 de novembro, jovens de comunidades ribeirinhas e indígenas selecionadas para o projeto de empreendedorismo participaram de curso para fase de implantação e consolidação dos negócios na comunidade de origem.

Cada um dos selecionados receberá um auxilio no valor de dois mil reais para impulsionar os empreendimentos e investir nos negócios. Através da mentoria e acompanhamento, os jovens irão reapresentar os empreendimentos, objetivos, público alvo e de que maneira almejam desenvolve-los.

“Esses jovens estão reunidos para defender a construção de um plano de trabalho para poder ter acesso à um apoio. O fundo semente para que eles comecem a investir nos seus pequenos negócios. Serão três encontros, em que eles vão pensar em como melhor aplicar esse recurso para que a gente tenha certeza de experiências de negócios bem estruturadas” – explicou o gestor do programa de empreendedorismo do PSA, Paulo Lima.

Jeferson Ferreira de 20 anos, morador da comunidade Prainha 2 na Floresta Nacional do Tapajós em Belterra está entre os participantes desta etapa. O jovem empreendedor é um dos idealizadores do Núcleo de Agroecologia de Prainha com projeto de criação de codorna. Com a assessoria, o jovem contou que planeja impulsionar as vendas e atingir consumidores locais e externos à comunidade.

 

Projetos selecionados

A 11ª turma do curso resultou na criação de 6 projetos de empreendimentos nas regiões de origem, onde se destacaram negócios inovadores nas áreas da meliponicultura, agroecologia, cultura e turismo. Os seis receberão apoio financeiro e assessoria para dar continuidade aos seus negócios. Foram selecionados:

  1. NAP – Núcleo de Agroecologia de Prainha
  2. Amazon Mel
  3. São Pedro Festcultura
  4. Natumel
  5. Jasmim Floricultura
  6. Olá Jaguar – Turismo, Cultura e Comunidade

Beiradão

É um processo de formação de jovens empreendedores que engloba conceitos de negócios sociais e tecnologias, auxiliando os jovens na geração de ideias inovadoras que surgem para solucionar problemas que estão inseridos em algum contexto social.

O curso faz parte de uma estratégia maior do Saúde e Alegria, que visa contribuir para uma melhoria das condições de vida e para um desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens de comunidades da Amazônia. “Isso inclui além de estratégias de mobilização social, a criação de oportunidades de trabalho e renda para que os jovens das comunidades possam ter a oportunidade de fazer escolhas, sair ou ficar da comunidade, mas com clareza para construir seus projetos de vida plenamente”, conclui Fábio Pena, da coordenação de educação do PSA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto Saúde & Alegria Rolar para cima